YoutubeFacebook

Mensagens

CLAMOR PELA PAZ

 Estamos vivendo dias de grandes manifestações por todo o nosso país. Os protestos continuam e as autoridades já estão tomando algumas medidas concretas, tais como: diminuição do preço de passagens, derrubada da PEC 37 (tentativa de retirar o poder de investigação do Ministério Público), a destinação de 75% dos royalties do petróleo para educação e 25% para a saúde, corrupção virou crime hediondo, pela primeira vez um deputado em exercício foi preso, etc. 

 
Na realidade o que se percebe é que vozes de mais de 01 milhão de pessoas que saíram às ruas em protesto estão sendo ouvidas. Mas, o lado negativo de tudo isso é a violência, ferimentos e morte de várias pessoas.  
 
A Bíblia fala de muitos confrontos, de multidões pelas ruas, de manifestações diversas e massas se ajuntando e organizando tumultos (Mateus 27.20-26; Atos 14.5-7, 19.23-40, 21.27-31, 22.22-29, 5. 36-37, 19.40, etc.). A Igreja do primeiro século enfrentou muitos tumultos de massa humana tentando impedir os planos de Deus. Porém, cremos na soberania de Deus, e que o Senhor governa com os seus propósitos insondáveis. Os planos de Deus jamais podem ser frustrados.
 
Existe um clamor que a Igreja precisa fazer ecoar hoje. É o CLAMOR PELA PAZ. Há pelo menos dois textos bíblicos que chamam de forma clara e enfática o povo de Deus a clamar  pela paz:  Salmo 127. 6 – “Orai pela paz de Jerusalém”. Jeremias 29. 7 –    “ Procurai a paz da cidade para onde vos desterrei e orai por ela ao Senhor; porque na sua paz vós tereis paz”.      
 
Existem algumas razões para que clamemos pela paz.
 
A primeira razão é porque Deus ordena. Os dois textos acima citados ensinam que é Deus quem pede ao povo que interceda pela paz. É uma ordem dele. Uma ordem do Senhor não pode ser desobedecida. Tudo que Deus ordena tem um propósito. No Salmo 127. 8 Deus faz um pedido veemente: “Por amor dos meus irmãos e amigos, eu peço: haja paz em ti!”.
 
A segunda razão é porque há inimigos destruidores da paz. Deus sabia que em Jerusalém existiam conflitos e muitas rixas. Os inimigos estavam tirando a paz da cidade. Só uma obediência irrestrita restaura a paz na cidade. Jesus falou do inimigo que vem para matar, roubar e destruir (João 10.10). Há forças contrarias maquinado e mal e tentado tirar a paz na cidade, na igreja, na escola e em todos os demais lugares. O texto de Jeremias 29.7 fala de um povo exilado na Babilônia e perseguido pelos inimigos, mas que mesmo assim precisava clamar pela paz e viver em paz. 
 
A terceira razão é porque quando há paz há prosperidade. Quando a paz reina, reina junto a prosperidade, a alegria, o progresso e o bem estar de todos. No Salmo 127.7 está escrito: “Reine paz dentro de teus muros e prosperidade nos teus palácios”. Aqui há uma associação entre a paz e a prosperidade. Um povo só vai prosperar quando a paz reinar de forma absoluta. O Profeta Jeremias diz que é no encontro da paz que encontramos a paz. Um coração em paz produz muito mais.  
 
Deus nos chama a clamar pela paz, pois o inimigo tenta de todas as formas destruí-la, mas o nosso Deus é poderoso para restaurá-la e trazer um tempo de prosperidade. Deus levante intercessores pela paz.
 
Rev. Anderson Sathler – Pastor da IPM
Igreja Presbiteriana de Manhuaçu
Praça 5 de Novembro 406 . Centro . Manhuaçu . Minas Gerais
Telefone: 33. 3331.1055
w3vision